gototop

Sobradinho

Localizada a 22km do Plano Piloto, ao norte do Distrito Federal, Sobradinho é a única cidade da região localizada numa serra. Só isto já lhe confere um ar diferente das demais. A zona rural rica em agroindústrias e belezas naturais facilitou a instalação de fazendas, chácaras, hotéis-fazendas e restaurantes rurais que surgiram em meio ao cerrado, com suas cachoeiras, morros e árvores torcidas.
Assim como Brasília, Sobradinho também é uma cidade planejada. O plano da cidade foi elaborado entre 1958 e 1959 pelo engenheiro Inácio de Lima Ferreira. A quinta Região Administrativa foi fundada em 13 de maio de 1960. Em 2011, a população estimada da cidade pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) é de 85 mil habitantes.


É neste ambiente que vem crescendo o setor de ecoturismo de Sobradinho, aproveitando o lazer para levar o homem a seu habitat natural, longe dos conturbados centros urbanos. Tudo isso sempre com a preocupação de não afetar o ecossistema. No restaurante Trem da Serra, por exemplo, tudo foi construído aproveitando a geografia do local, sem retirada de árvores. As trilhas ecológicas levam o visitante a lugares pouco conhecidos dos brasilienses.

 

As características da região, particularmente dotada de diversidade paisagística, com muitos morros e cachoeiras, clima ameno, belezas naturais e tranquilidade são um convite para quem quer fugir do corre-corre da cidade. Os locais não perdem, em termos de qualidade e conforto, para nenhuma cidade turística do Brasil. Uma das provas disso é o ponto turístico da cidade: O RM Hotel Fazenda é o maior do gênero no Distrito Federal, com padrão classe A. Localizado a 13 quilômetros de Sobradinho e 27 do Plano Piloto, no Núcleo Rural I, o hotel fazenda tem 280 hectares de pura natureza, áreas para práticas de esporte, piscinas, lago, centro de convenções com capacidade para 300 pessoas e restaurante para 600 pessoas.
As fazendas da região são mais uma boa opção de lazer. Nelas é possível passar o dia inteiro, por um preço bem acessível, aproveitando para andar a cavalo, nadar em rios, passear ao ar livre, andar de charretes, pescar e ainda saborear as delícias, geralmente típicas dos cardápios goiano e mineiro. Mas além disso elas trazem muito da história do centro oeste brasileiro. Algumas conservam verdadeiras relíquias, são museus rurais que contam como viviam as famílias bem antes do planalto central se transformar na capital do Brasil.
Os restaurantes rurais fazem a alegria de quem aprecia uma boa comida, tirada direto de fogões a lenha e feita com produtos da região. Neles também é possível fazer passeios, andar em trilhas ecológicas, conhecer cavernas e paisagens raras do planalto central.


Cultura
A cultura também é um dos fortes atrativos da cidade. Com a chegada do maranhense Teodoro Freire, em 1961, foi iniciado o processo de perpetuação dos costumes do norte e nordeste no Planalto Central. Em 1963, Sobradinho viu nascer o Boi do Seu Teodoro, festa conhecida e reconhecida em todo o País. Além do Centro de Tradições Populares, que propagou as tradições do Maranhão, Sobradinho ainda conta com diversos artistas plásticos conceituados, como Toninho de Souza e Madame Kalil.

 

Outros movimentos culturais prosperaram ao longo dos 52 anos da cidade, tais como o Grêmio Recreativo Escola de Samba Bola Preta, que participa ativamente do dia a dia da comunidade oferecendo atividades e oficinas durante todo o ano; os coletivos de rock; e o premiado cineasta Pedro Lacerda.
Um dos principais pontos da cidade é a praça localizada na quadra 8 de Sobradinho, ao lado de um dos maiores centros comerciais da cidade, a hoje nomeada Praça das Artes Teodoro Freire é a maior e principal praça da região. Tem 5.634,96m² e conta com parquinho infantil, anfiteatro, espaço multifuncional (usado como galeria nas atividades ali realizadas) e banheiros.

Idealizada em 1973, recebeu o nome de Praça Santos Dumont devido às comemorações do centenário do nascimento do ilustre aviador Alberto Santos Dumont, nascido em 1873, porém só foi inaugurada em 1974. Outras praças no Distrito Federal faziam a mesma homenagem, como a extinta praça do aeroporto, também chamada Santos Dumont e que tinha um busto do aviador idêntico ao que existe na praça de Sobradinho. Contudo, com a morte do maior representante do folclore popular maranhense em Brasília, a cidade sentiu a necessidade de homenagear um de seus moradores mais ilustres, atribuindo seu nome a um espaço tão conhecido dos sobradinhenses.

VOCÊ ESTÁ AQUI: Início Serviços Conheça Sobradinho Sobradinho