01 de abril

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais

Sobre a RA

A Defensora Pública Thaís Mara da Costa Silva, com a participação do Defensor Público Guilherme Gomes Vieira, apresentou cartilha sobre a Central de Relacionamento com o Cidadão da Defensoria Pública do Distrito Federal.

Trata-se de material extremamente qualificado, construído por defensora que atua de maneira direta no Núcleo da CRC, utilizando dados e informações atualizadas e sensivelmente úteis.

O trabalho apresenta de maneira didática e objetiva, quais serviços são ou não realizados pela Central de Relacionamento com os Cidadãos. A título de exemplo, o Núcleo promove o encaminhamento de solicitações de atendimento aos órgãos competentes da DPDF, mas não se manifesta em processos judiciais.

O manual, criteriosamente elaborada, traduz informações relevantes sobre o que é a CRC, sua utilidade frente à retomada do trabalho presencial, os serviços cotidianamente realizados e os que não são feitos, a quantidade de atendimentos realizados no 1o ano de funcionamento da Central e quais os contatos que podem ser utilizados pelo cidadão para garantir seu acesso aos serviços da Defensoria de forma qualificada.

O trabalho se encerra com uma referência retrospectiva da CRC que completou 1 ano no último dia 05 de julho, bem como os meios de contato com a Central.

 

Cartilha da Central de Relacionamento com os Cidadaos

O Defensor Público Vinicius Reis apresentou cartilha sobre o direito à liberdade de locomoção com o título: " Direito de Liberdade de Ir e Vir”.

Trata-se de material extremamente robusto e qualificado, construído sob vasta experiência na área em questão, utilizando dados e informações atualizadas e sensivelmente úteis.

O trabalho apresenta de maneira didática, objetiva e inicial, os vários direitos de liberdade e sua importância para o ser humano, sua necessidade para a vida plena e sua inserção no cenário jurídico como direito básico, abaixo apenas do próprio direito à vida.

A pesquisa, criteriosamente elaborada, apresenta artigos importantes da Declaração Universal dos Direitos Humanos relacionados ao tema. Os limites que existem em relação à liberdade em suas diversas esferas.

Cartilha Direito de Liberdade de ir e vir

A Escola da Defensoria Pública, por via de Edital, executou seleção de defensores públicos em exercício na Defensoria Pública do Distrito Federal para a atividade de conteudista, promovendo de maneira ampla, especializada, meticulosamente elaborada, a difusão, na forma de cartilhas, de conteúdo importante e em linguagem clara para o público que acessa diariamente os serviços da Defensoria.

O Defensor Público Márcio Del Fiore apresentou cartilha “Plantão: A Defensoria não para”.

Trata-se de material extremamente qualificado em informações, utilizando dados e informações atualizadas e sensivelmente úteis.

O trabalho apresenta de maneira didática e objetiva, como funciona o Núcleo do Plantão da DPDF, quais as principais atribuições e os casos em que o Núcleo não atua.

A Defensoria não para

 

Telefone Administração Regional de Sobradinho: 3550-6460 (para ligar para um ramal, basta substituir os 4 números finais pelos números do ramal.)

Administrador: Gutemberg Tosatte Gomes
E-mail: gab@sobradinho.df.gov.br
Ramal: 5001/5002

Chefia de Gabinete
Chefe: Vanderlei Dias
E-mail:
Ramal: 5012

Assessoria Técnica – ASTEC

Chefe: Mariana Valentina Rodrigues
E-mail: 
Ramal: 5026

Coordenação de Desenvolvimento- Sala do Empreendedor (CODES)
Chefia: André Luiz Cavalcante
E-mail:
Ramal: 5014

Assessoria de Comunicação – ASCOM
Chefia: Paula Silva Izidoro
E-mail: paula.silva@sobradinho.df.gov.br
Ramal: 5005

Ouvidoria
Ouvidora: Ana Maria de Oliveira 
E-mail: ouvidoria@sobradinho.df.gov.br
Ramal: 5024/5025

Coordenação de Administração
Coordenador: Ivaldo Silva de Carvalho Junior
E-mail: 
Ramal: 5008/5009

Diretor de Aprovação e Licenciamento
Diretor: Sávio Henrique Pereira de Souza
E-mail: savio.souza@sobradinho.df.gov.br
Ramal: 5028

Núcleo de Informática
Chefe: 
E-mail: 
Ramal: 5012

Núcleo de Atendimento, Protocolo e Arquivo
Chefe: 
E-mail: 

Ramal: 5022/5023

ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SOBRADINHO – RAV

Organograma RA-V

ESTRUTURA DA ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SOBRADINHO DO DISTRITO FEDERAL – RA-V

1. GABINETE

1.1. ASSESSORIA TÉCNICA

1.2. ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO

1.3. ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

1.4. OUVIDORIA

1.5. JUNTA DO SERVIÇO MILITAR

2. COORDENAÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO GERAL

2.1. GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO

2.1.1. NÚCLEO DE ATENDIMENTO, PROTOCOLO E ARQUIVO

2.1.2. NÚCLEO DE MATERIAL E PATRIMÔNIO

2.1.3. NÚCLEO DE INFORMÁTICA

2.2. GERÊNCIA DE PESSOAS

2.3. GERÊNCIA DE ORÇAMENTO E FINANÇAS

3. COORDENAÇÃO DE LICENCIAMENTO, OBRAS E MANUTENÇÃO

3.1. DIRETORIA DE OBRAS

3.1.1. GERÊNCIA DE EXECUÇÃO DE OBRAS

3.1.2. GERÊNCIA DE MANUTENÇÃO E CONSERVAÇÃO

3.2. DIRETORIA DE APROVAÇÃO E LICENCIAMENTO

3.2.1. GERÊNCIA DE LICENCIAMENTO DE OBRAS E ATIVIDADES ECONÔMICAS

3.2.2. GERÊNCIA DE ELABORAÇÃO E APROVAÇÃO DE PROJETOS

3.2.3. GERÊNCIA DE TOPOGRAFIA E DESENHO TÉCNICO

4. COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO

4.1. DIRETORIA DE ARTICULAÇÃO

4.1.1. GERÊNCIA DE POLÍTICAS SOCIAIS

4.1.2. GERÊNCIA DE CULTURA, ESPORTE E LAZER

4.2. DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO E ORDENAMENTO TERRITORIAL

4.2.1. GERÊNCIA DE GESTÃO DO TERRITÓRIO

4.2.2. GERÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

4.2.3. GERÊNCIA DE APOIO À ÁREA RURAL

 

Ato de Criação: Decreto nº 37.206, de 23 de março de 2016.

 

Administração Regional de Sobradinho: 3550-6460

Assessoria de comunicação (ASCOM):

E-mail: ascom@sobradinho.df.gov.br

Ramal: 5005

 

 

 

Região serrana, Sobradinho foi fundada no dia 13 de maio de 1960, mas só chegou a ser oficializada mais tarde, pelo Decreto nº 571, de 1967. Atualmente, de acordo com a CODEPLAN, são 68.500 habitantes. Desse total, 49% estão na faixa etária de 25 a 59 anos. As crianças de zero a 14 anos representam 18% e os idosos 18%. Os que possuem nível superior completo e incompleto representam 18% e 10%, respectivamente. As atividades são predominantemente no Comércio, 34%, Administração Pública, 24% e Serviços Gerais, 11%, cada categoria. A Construção Civil representa 4%.

Na versão lendária mais popular, o nome da Região Administrativa veio da existência de um velho cruzeiro de madeira rústica, erguida antes de 1850, às margens de um ribeirão numa fazenda e no qual teriam sido construídas duas casinhas do pássaro João-de-Barro, sobrepostas, em cima do braço direito do mesmo. Tal fenômeno atraía a atenção dos viajantes, que passavam a tomar por referência aquele ponto geográfico, denominando-o “Cruzeiro do Sobradinho” ou “Sobradinho do Cruzeiro”. Na outra corrente, nestas terras existiu um pequeno sobrado que servia de referência para os contrabandistas de ouro que procuravam burlar o fisco real. A rainha de Portugal, Dona Maria, a louca, tomou conhecimento do fato e mandou construir nas proximidades um posto fiscal para conter o trânsito ilegal de minério. Isto foi suficiente para circular entre os garimpeiros, que procuravam alertar uns aos outros, com a seguinte advertência: “cuidado com o posto que a rainha colocou depois do sobradinho”.  O certo mesmo é que com o passar dos tempos, o ribeirão local terminou por ser denominado “Córrego Sobradinho”, do que resultou, por referência geográfica, a mesma denominação para as fazendas das redondezas, como “Sobradinho-Moji” e “Sobradinho dos Mellos”. E, assim, a partir de 1959, o loteamento da área onde está a Sede da RA-V, elaborado pela Novacap recebeu, também, o nome de Sobradinho.

Com o objetivo de melhorar o atendimento à população, o governo de Brasília profissionaliza a gestão pública nas administrações regionais. Uma das formas de garantir isso é por meio da aprovação do Regimento Interno das Administrações Regionais.

Publicada no Diário Oficial do Distrito Federal, a norma vincula, por exemplo, o conhecimento técnico ao exercício de cargos estratégicos nesses 31 órgãos.

Antes deste dispositivo, a Administração Regional de Sobradinho obedecia as normas estabelecidas pelo decreto Nº 16.247 de 1994

 

 

 

 

Gutemberg Tosatte Gomes

 

 

Nascido em Sobradinho e morador da nossa cidade desde sempre, Gutemberg Tosatte é engenheiro civil por formação e Auditor Fiscal de Atividades Urbanas -OEU.

O novo Administrador tem uma vasta experiência no serviço privado e maior ainda no serviço público, assumindo vários cargos ao longo dos anos.

Na Administração Regional do Paranoá, Gutemberg assumiu as chefias de fiscalização de obras e de posturas. Na AGEFIS exerceu as funções de Supervisor de Fiscalização de Obras, Gerente de Fiscalização de Obras e Coordenador de Fiscalização de Obras. Foi Assessor Técnico na SEGETH  e Assessor Parlamentar na CLDF. 

Assumiu um grande desafio estando a frente do DF LEGAL como Secretário de Estado durante um dos momentos mais difíceis da história de Brasília, um período da pandemia do Coronavírus. 

Chega a frente da  Administração Regional querendo usar toda essa experiência em favor da nossa cidade.

MISSÃO: Garantir serviços públicos de qualidade, promover a articulação eficiente com os demais órgãos para o atendimento das demandas da comunidade e valorizar as características serranas da cidade.

VISÃO: Ser referência, como Administração Regional, no atendimento humanizado participativo, com presteza, agilidade e transparência.

Mapa do site Dúvidas frequentes